Menu
voce-ja-ouviu-falar-em-inbound-marketing-mas-o-que-ele-pode-fazer-pela-sua-empresa

Você já ouviu falar em Inbound Marketing. Mas o que ele pode fazer pela sua empresa?

05 outubro de 2018

Como qualquer estratégia de marketing, o Inbound objetiva atrair o interesse das pessoas para um produto ou serviço. Também é chamado de marketing de atração e possui três principais pilares: SEO, Marketing de Conteúdo e Estratégia em Redes Sociais.

Ao contrário do marketing tradicional, o Inbound não se baseia em interromper o público no seu fluxo natural, mas em envolvê-lo através de conteúdo relevante. Por isso, em épocas nas quais a comunicação não é mais unilateral, a estratégia de atrair ficou muito mais eficiente, independentemente do segmento de atuação da empresa.

Mas o que é Inbound Marketing?

Trata-se de uma estratégia de relacionamento com o cliente na qual as empresas mostram seu valor muito antes de oferecer um produto ou serviço. A ideia principal é conquistar através da criação e do compartilhamento de conteúdo relevante, direcionado a resolver uma lacuna na vida do target, que é muito maior do que simplesmente comprar. Inbound é um processo constante, que não termina, e não começa, no fechamento da venda. É um ciclo.

As pessoas impactadas por esse relacionamento tendem a se sentir confiantes a ponto de permitir que a empresa se aproxime mais e, aos poucos, construa um relacionamento saudável que pode resultar na venda.

Como o Inbound Marketing começou?

O termo foi usado inicialmente por Brian Halligan, cofundador da empresa Hubspot. Porém, segundo Peter Drucker (guru americano considerado o “pai” do pensamento administrativo moderno), os princípios do Inbound Marketing já se desenvolvem há décadas. Uma boa referência conceitual é o livro de Seth Godin, de 1999: “Permission Marketing”.

A ideia do marketing de atração surgiu paralelamente ao marketing digital e também da relação entre consumidor e publicidade. Afinal, antes o consumidor não tinha controle sobre o que consumia, mas agora, na internet, ele pode escolher tudo: canais, conteúdo, formas de consumir e de interagir com as marcas. Daí a necessidade de se trabalhar com planejamentos estratégicos inteligentes e com ações de alta performance.

Inbound Marketing x Outbound Marketing

O Outbound Marketing envolve as práticas antigas, como anúncios de vários tipos, contato direto por telefone, estandes de vendas em eventos, entre outras. O custo dessas ações normalmente é mais alto, e quase nunca é possível medir com precisão os resultados.

O Inbound, por outro lado, usa canais como blogs, redes sociais e e-mail. O custo é menor e os resultados podem ser medidos de forma rápida e precisa.

INBOUND OUTBOUND
Comunicação interativa Comunicação unilateral
Oferta encontrada por pessoas interessadas Oferta anunciada para grande audiência
Relacionamento duradouro Relacionamento situacional
Maior engajamento Menos engajamento

Principais benefícios do Inbound Marketing

– Alcançar o público certo
Ao utilizar as ferramentas do Inbound, a sua empresa automaticamente atrai quem realmente se interessa no assunto. Você ainda pode ir testando a relevância do seu conteúdo e adaptando ao público que mais se aproxima da sua oferta.

– Estabelecer um relacionamento mais próximo com clientes
É possível praticamente ter uma conversa com o público, no caso das empresas mais experientes. Com o Inbound, você consegue mapear tudo o que o target precisa para resolver o problema, que muitas vezes transcende o que a empresa tem a oferecer.

– Aumentar o poder de persuasão
Com o vínculo estabelecido, fica muito mais fácil vender, afinal, já existe uma credibilidade estabelecida entre a sua empresa e o usuário. A confiança torna a venda mais simples e, além disso, na etapa da venda você provavelmente já entregou algo de valor totalmente grátis ao cliente.

– Encurtar o ciclo de vendas
Com o poder de persuasão alto, o ciclo de vendas tende a ser menor. Após a primeira compra, o cliente começará a não mais cogitar comprar de outra empresa; vai querer economizar energia ao não ter que escolher outra.

– Diminuição dos custos
É possível diminuir muito os custos dos investimentos, pois no Inbound podemos mensurar os resultados em tempo real. Além de mensurar, você pode redirecionar a verba, aumentá-la ou diminuí-la a qualquer momento, o que torna cada campanha muito mais eficiente que no Outbound.

O processo do Inbound Marketing

São 4 as etapas que fazem do Inbound um processo tão simples quanto eficaz:

1 – Atrair: conseguir tráfego qualificado para os seus canais digitais é o começo do trabalho. Por isso, a primeira etapa da metodologia Inbound é fazer com que muitos se tornem visitantes regulares, por meio de conteúdo relevante.

2 – Converter: o principal, ao conseguir um grande número de visitantes, é converter o máximo deles em leads, ou seja, transformá-los em oportunidades reais de venda – cadastrando-os de alguma forma.

3 – Vender: depois de envolver os leads gerados usando conteúdo ainda mais relevante, é preciso avaliar quem está no estágio certo e fechar a venda.

4 – Encantar: como já foi dito, a relação com o cliente não termina depois da compra. Agora começa uma nova jornada, que visa encantá-lo a fim de que se torne um promotor da marca e atraia mais clientes para o seu negócio.

Agora você já sabe o básico do Inbound. Aguarde os próximos conteúdos para conhecer ainda mais!