Menu
01 junho de 2018

Você, com certeza, já viu drones do tamanho de insetos em filmes e séries de ficção, né? Mas a realidade sempre foi um pouco menos.

Por causa do peso da bateria e da necessidade de fios, os robôs até então não tinham tanta autonomia quanto um inseto de verdade, mas agora pesquisadores da Universidade de Washington conseguiram fazer um protótipo wireless, que não depende de fiação.

Batizado de RoboFly, o aparelho possui uma minúscula célula fotovoltaica que, ao ser bombardeada por feixe de laser muito fino, converte luz em eletricidade. Uma plaquinha instalada no “bichinho” também é capaz de converter 7 para 240 volts, além de possuir chips controladores.

“A microcontroladora age como o cérebro de um inseto real, dizendo aos ‘músculos’ da asa quando funcionar. Ela até mesmo dita coisas como ‘bater mais rápido agora’ ou ‘permanecer parado’”, conta Sawyer Fuller, coautor do projeto.

Dê uma olhada no vídeo e tire as suas próprias conclusões.

Aliás, você tem ideia de como essa tecnologia pode ajudar nossas vidas? Deixe sua imaginação voar!